terça-feira, 5 de junho de 2012

Quando Eu sou deus

Não tens prazer na adoração?
Participar no culto com a igreja é um fardo?
O tempo que demora mais a passar é aquele em que estás reunido com os irmãos?
Quem está no topo da tua lista de prioridades?
Quem ocupa o trono da tua vida?
Quem é que tem merecido a tua maior atenção?
Quando eu sou deus, adorar a Deus interfere com os meus planos, meu descanso, minha lealdade ao prazer, socialização, desporto e divertimento. Eu odeio o pensamento de adorar Outro, mas desejo me adorar a mim mesmo e ter outros a adorar-me.
Quando Deus é Deus, adoração é alegria, é alimento, é vida. Não existe maior alegria do que se reunir com o povo de Deus para trazer glória ao Criador, para dar graças ao Redentor (Tim Challies).
Continue a leitura desta excelente meditação aqui (em português) ou aqui se preferir o original (em inglês).

Por Luísa Roxo Couto

Sem comentários:

Enviar um comentário

A minha foto
Praia da Vitória, Azores, Portugal
Para a glória de Deus e edificação mútua.